quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Será!?


Ingenuidade. Preciso disso pra viver. Posso errar varias vezes, sou burro.

Sinceridade. Não consigo me enganar vivendo algo que não quero, e se quero...

Vivo, vivo sem me queixar ou mesmo espalhar glorias. Não sou leviano

Receoso, ainda sim vou dando cada passo, um após outro. Vale a pena

Quer saber de uma coisa, nada melhor que sentir-se completo. Ilusão?

No fundo acho que sim, que as pessoas voltam atrás por achar que é o melhor a se fazer

E se não for, é o que se quer fazer. E quando se quer algo, por que não viver!?

E pra que tantos questionamentos? Afinal, se o hoje é propicio a isso, por que pensar no passado ou mesmo no futuro. O importante é que estou feliz, e isso é notável.

["A vida não pode ser economizada para amanhã. Acontece sempre no presente"]

Um comentário:

Flávio Moreira disse...

mui feliz! =)

vamo pra coxinha, poeta?
uahuahuaa abraçao