terça-feira, 9 de setembro de 2008

Tu



Se eu tivesse que falar de tu e tu de mim, pra mim isso seria no mínimo complicado, e não é porque não nos conhecemos bem, e sim porque é difícil descrever o outro, então não vou fazer, vou apenas pensar em nós dois.
Quando penso em ti, penso na alegria imensa, na luz que irradia ao nosso redor, em como é notável como nós nos completamos e o mundo realmente parece ser só nosso.
Ti conhecer foi especial, mas ter o privilegio de conviver contigo é mais que isso, é mágico, é encantador, assim como você, o meu poeta, o meu mais ilustre admirador, aquele que exalta qualquer coisa que eu faça e me faz sentir bem, que me faz sentir especial todos os dias e isso é realmente muito raro de se achar.
Só tinha mesmo de ser com você!!!
E já nem importa mais quanto tempo eu levei pra perceber, o que importa mesmo é que ti admirei assim que ti conheci, apesar dos pesares! ;)
Queria que todas as pessoas tivessem o prazer de ter prazer em fazer nada, em olhar pra o outro e rir do nada, em rir do nada pelo menos, em gestos, toques, palavras, pensamentos, sentir-se completo.
Eu ti descreveria hoje como um poeta generoso com as palavras, com os elogios, com a arte de viver, com o prazer de saborear o que a vida proporciona de melhor e de pior também, porque não?!
Aquele em quem posso confiar, entregar minhas angustias, devaneios, loucuras, preocupações, sistemas, anseios, raivas, medos, alegrias, saudades, felicidades, sorrisos...
Ahhhhhhh os sorrisos!
Nossas conversas, pensamentos, gestos são repletos deles, nem tudo é alegria em nossas vidas, nem tudo são sorrisos, mas conseguimos juntos, apoiar um ao outro, e perceber o lado bom das tristezas e tragédias pessoais.
E quando se encontra alguém como você, Rodrigo Aurélio, não da pra deixar de dizer que se encontrou um tesouro de valor incalculável.
Meu riso é tão feliz contigo
O meu melhor amigo é o meu amor!!

Nossa amizade instantânea, a troca do nosso primeiro olhar e o abraço serão pra sempre lembrados, assim como a frase de alguém que sempre percebe as coisas antes de todos, aquele que sem perceber esta sempre dando uma de cupido: “Começa assim”.
E hoje colhemos os frutos, dos créditos que outrora nos foi dado.


Quero, um dia, dizer às pessoas que nada foi em vão...
Que o amor existe, que vale a pena se doar às amizades e às pessoas, que a vida é bela sim e que eu sempre dei o melhor de mim...
e que valeu a pena.
Mário Quintana


Franciny Souza

7 comentários:

Rodrigo Aurélio disse...

Sem palavras... nada traduz o que senti ao ler...

Carla disse...

Muito lindo! Muito!

mariaclara disse...

adorei seu blog rodrigo!
bem suave e romantico hahah :)

Josey Nascimento disse...

Muito bom!

Flávio Moreira disse...

E ainda dizem q a inveja é mau sentimento... eu nao acho, tão doce foi a inveja que senti ao ler o post, mas parecia mel!
parabens, casal lindo!

Dani Vieira disse...

Eita, Mário Quintana.. ai ai ai..

Oh, desculpa o sumiço.
Nunca mais tenho entrado nos blogs..

Mas, 3 semanas de férias da universidade permitem um pouco de alívio.

Dei uma passada por aqui pra ver as novidades.

Passa no meu, quando quiser. Finalmente postei.

Abraço.

Dani Vieira disse...

Oi Rodrigo..

Brigadão pelo comentário, e pelo elogio tb..
Mas, pode criticar tb, quando quiser, tá?!

Vou tentar escrever com mais frequência, talvez essa semana ainda..

bju