quinta-feira, 19 de maio de 2011

Just Smile


Aquece-me com um olhar devasso, insano
Sem regras, sem pudor, sem nunca saciar-se
Centímetros tornam-se metros, quilômetros
Devidamente explorados, e sempre me surpreendendo

Envolvo-o em meus braços, aconchegante
Fazendo perder o inicio, o fim e o começo
E assim, tudo se transforma em um só
Num instante uma só alma, em dois corpos

Caminho Macio, doce e encantador
Detentor de meus grilhões, e de meu alvará
Brilho contagiante, desprendido... envolvente

Sem querer, sem perceber, sem se privar
Abriu portas fechadas, janelas cobertas... desatou amarras
Alojando-se no melhor lugar, na minha sala de troféus


Parabéns...

3 comentários:

Afrodite disse...

Que seja!
Que sejamos!

Mª Clara Ventura disse...

Plagiaram minha imagem da Audrey, e eu sei mais quem foi...rs

K' disse...

Copiar momentos felizes do passado pra tentar viver algum no presente, é plágio tb?