segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Palavras soltas




Seguindo os passos do meu coração, me perdi
Seguindo os caminhos da minha razão, me arrependi
seguindo a escuridão da solidão, me tornei cego
Cego, segui aquilo que nao consegui enxergar
Cego, Te procurei, numa busca sem fim
foi quando abri os olhos e percebi
Sigo em busca de algo que nem mesmo eu sei
Sigo pelo simples fato que a caminhada me encanta
Minha cegueira me fez analfabeto...
Minha cegueira me fez enxergar uma nova luz
Não é pelo "o que" eu vivo, que me torna feliz
E sim "como" eu vivo.



Depois de um certo tempo to voltando com umas palavras soltas. Me perdoem, mas nao fiz revisao.

2 comentários:

Mª Clara Ventura disse...

seu eu lirico nunca morre!
congratulations!
=)

Zelia disse...

Pensei q em 2010 vc tinha pedido..
- Menos Poesia e mais Cafagestagem!
- Menos Amigas e mais Namoradas!